Preparação para pintura


Com o avanço da tecnologia houve também o avanço tecnológico do uso do metal com técnicas mais sofisticadas.  Mesmo com o aumento do uso do metal na indústria, um dos problemas que encontramos é a corrosão. Para a solução desse problema, é preciso utilizar procedimentos para tratamento de superfície dos metais.  A corrosão dos metais consiste no conjunto de reações químicas e eletroquímicas em meio corrosivo. Ocorre a corrosão quando o metal vai perdendo suas propriedades e se tornando em outra substância.  O meio corrosivo pode ser o próprio ambiente, como também o solo, a água, o ar e a atmosfera. O produto dessa corrosão é a ferrugem, no qual a corrosão é superficial. As formas de combate são a metalização e a pintura.  O zinco é o metal mais indicado para proteção e os processos usados são a imersão a quente e galvanização, ou ainda por eletrodeposição ou zincagem eletrolítica, fazendo um tratamento da superfície do metal.  Antes de se fazer o tratamento dessa superfície, é necessário ocorrer um pré-tratamento para retirada de graxas e óleos, trincas e abrasivos de polimento.  O pré-tratamento pode ser dividido em mecânico, como lixamento, jateamento, vibração e tamboreamento ou químico como desengraxamento e decapagem.  Após o processo de pré-tratamento é preciso passar por um processo de secagem, ai sim depois ser pintado.  A pintura tem a finalidade da peça tomar aparência atraente, auxilia na segurança industrial, impermeabilização e diminuir a rugosidade.  Um esquema geral de pintura consta nos seguintes passos: Inspeção e preparação da superfície Aplicação da tinta de fundo e aplicação da tinta de acabamento Coesão e adesão. 


®

© 2017 por ConstruÁgil.
Proibida a reprodução do conteúdo sem autorização.

BR-101, Km. 125, Nº 12.500

Canhanduba, Itajaí - SC

(47) 3346-4546        47 996740411

    

  • ConstruÁgil
  • 47 999340838
  • Facebook Social Icon