Impactos da Revolução industrial 3.0

Atualizado: 30 de Jun de 2018

“Fazendo-se uma revisão histórica, veremos momentos em que se admitiu revoluções baseadas em novas tecnologias, mas o que determinou as mudanças mais significativas não foi a evolução tecnológica, em si, mas a formação de novos arranjos organizacionais”, explica Fleury. “Foi a combinação de novas tecnologias com novas formas organizacionais do trabalho que operou como agente de mudança”, completa. Um aspecto importante, resgatado na análise histórica, é a experiência de empresas que adotaram de forma maciça as novas tecnologias, muito precocemente, e pagaram o preço ao saírem na frente. “Aquelas empresas que foram com muita sede ao pote, e começaram a aplicar de maneira muito intensa essas novas tecnologias, não conseguiram se sair bem do ponto de vista da competitividade”, explica. Exemplo dessa situação são as fábricas da década de 1980 que foram extremamente automatizadas e tiveram resultados financeiros muito ruins no período. Uma análise comparativa desse histórico com o que está acontecendo hoje mostrará que não é a evolução tecnológica o fator preponderante nas mudanças na produção. “Estão sendo prometidas novas tecnologias revolucionárias, mas o problema fundamental é a forma de organizar essas empresas e, mais particularmente, o trabalho”, enfatiza.

Professor Afonso Carlos Corrêa Fleury - Departamento de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da USP

http://www.poli.usp.br/…/1108-os-impactos-reais-da-terceira…


®

© 2017 por ConstruÁgil.
Proibida a reprodução do conteúdo sem autorização.

BR-101, Km. 125, Nº 12.500

Canhanduba, Itajaí - SC

(47) 3346-4546        47 996740411

    

  • ConstruÁgil
  • 47 999340838
  • Facebook Social Icon